quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Acaba de nos chegar... + Mensagem com carinho pra você

Queridas(os), quero compartilhar com todas(os) o que acaba de nos chegar em mãos. O prêmio que recebemos no sorteio do Blog da Juliana que completou seu 1º aninho de vida. Ela promoveu um sorteio, o qual o selinho está em nossa barrinha lateral e nós fomos contemplados. Recebemos aqui um livro sobre a história comestível da humanidade e uma caixa de bombons de Gramado, bem como um caprichoso cartão de gatinhos feito por ela. Ju, muuuito obrigada mesmo por todo o carinho que compartilha com cada um em seu blog, pelas dicas todas (lembram da Torta de Abobrinha? Dica dela) e pela sua personalidade que está presente em cada postagem. Beijos querida!
.....................................
É gente, esse foi um ano muuuito especial para todos nós da Toca dos Gatos. Um ano em que eu diria ser muito difícil descrever. Com altos muito altos e baixos muito baixos mesmo, como foi a nossa despedida do Bulinha! Não posso mais escrever, pois as lágrimas me turvaram...
....................................
E de sentimentos somos feitos, graças a Deus, por sermos humanos, e devemos sentir sim, cada minuto de vida, de alegrias, de dor física, de dor nos sentimentos, enfim... assim foi o nosso 2010!
...................................
Quero deixar com todos uma mensagem que recebi no dia de hoje que fala sobre a compaixão.
Ofereço a cada amigo(a) que nos segue, que cuida de um bichinho, que está sempre adotando mais um, se não em seu lar, em seu coração.
Esta mensagem homenageia a cada um de vocês, e acolhe com Boas-Vindas aos novos rostinhos que vemos a cada dia se juntando a nós.
Muito obrigada a cada um de vocês.
Agradeço em especial a cada um que tira um tempinho aqui para comentar sobre nossas postagens, sobre nossos trabalhinhos e, principalmente, quando elogiam os meus filhotes amados, isto ilumina a minha alma!
Pronto, falei demais hoje, né?! Deve ser por causa da chuva, eu amo chuva!!! Beijos, Toca dos Gatos ^.^
................................


A Essência da Compaixão

Numa mesa de almoço, um avô percebe que a neta de onze anos está calada.
Subitamente, ela desaba a chorar e se dirige para outro aposento da casa.
O avô, intrigado, segue a neta querida, que já se sentava sobre o sofá da sala com a cabeça baixa.
O que foi, minha querida? O que aconteceu?
Vovô, quando vejo uma pessoa sofrendo eu sofro também. O meu coração fica junto ao coração dela...
O avô compreendeu que ela chorava porque se lembrava de alguém que estava sofrendo.
A menina, de pouco mais de uma década de vida, descobria ali a essência da compaixão.
Fernando Pessoa, através de Ricardo Reais, diz assim:
Aquele arbusto fenece, e vai com ele parte da minha vida. Em tudo quanto olhei fiquei em parte. Nem distingue a memória do que vi, do que fui.
Aqui se encontra uma das marcas da nossa humanidade. - Proclama Ruben Alves.
Vejo algo fora de mim. Mas os meus olhos trazem o que está fora para dentro de mim.
Aquele arbusto - ora, aquele arbusto... Vegetal, nada tem a ver com o poeta. Mas os meus olhos o veem e percebem que ele está fenecendo.
Sou movido por uma imensa e irracional compaixão. Recolho o arbusto que fenece dentro de mim. E eu feneço também.

* * *

A compaixão tem tal poder, e por isso é agente supremo do amor na Terra. É através dela, inicialmente, que a caridade poderá se manifestar.
Precisamos estar no lugar do outro, sentir o que ele sente, e esse sentimento provocar em nós a urgência da ação.
A compaixão é diferente da pena. A pena é estática, distante, não exige envolvimento com o outro.
A compaixão, por sua vez, é dinâmica, proativa, e implica no envolvimento profundo com a vida alheia.
Em tudo quanto olha, ela fica em parte, sim.
Em tudo quanto olha, ela se identifica, pois não consegue se ver sozinha neste mundo. Ela enxerga muito mais o nós do que o eu.
É ela que está salvando este mundo. É ela que está acelerando a mudança para o bem que vem se operando na Humanidade nos últimos tempos.
É a agente da regeneração. Irmã bendita da caridade.
Sem ela a insensibilidade toma conta, congela, paralisa.
Sem ela somos apenas instinto de sobrevivência, sem sentimento algum.
Sem ela, estagnamos a evolução individual, pois sem envolvimento com o ser coletivo, o crescimento pessoal é limitado.
Compaixão... Tenhamos hoje esta virtude como meta.
Como anda o desenvolvimento dela em seu coração?
O que você pode fazer para colocá-la em prática hoje?
As oportunidades virão. Precisamos estar prontos para ela.
Sejamos agentes de transformação do mundo, de braços dados com a compaixão, sempre.
fonte:redação do ME com trecho do cap. 33, do livro O sapo que queria ser príncipe, de Ruben Alves, ed. Planeta

9 comentários:

Nikita disse...

Ana Clara é sempre MARAVILHOSO suas dicas e tudo o que você escreve no blog. Amo passar por aqui, me sinto muito bem e feliz. A mensagem é linda! Tenha uma noite abençoada!!

Beijos! Néia e Nikita:)

Efi (la gata naturalista) disse...

Es realmente muy bonito todo lo que dices. Y que tengas muchas altos en el próximo año y ningún bajón.
Un abrazo fuerte.

Maria Elza Melo disse...

Olá Clara
Parabéns pelos presentes do sorteio.
A vida é mesmo cheia de altos e baixos....perder algo é muito ruim mesmo...mas acho que a perda é só externa pois, com certeza eles vivem em nossos corações...
beijos

Carol Liôa disse...

ai q mimo fofo esse q vc recebeu!!! chocolate e tudo d bom^^ lindo o texto! espero vcs p participar da promoção heim! bjss

Chris Ferreira disse...

Oi Ana Clara,
parabéns pelo prêmio hganho no sorteio.
Adorei o post do pão do tom.

Muito obrigada por ter colocado o link do sorteio no blog.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

SEM PRESSA... disse...

Ana! Que lindo texto sobre a compaixão. Que bom que os presentes chegaram bem e que tu gostou de tudo!!! Beijo grande e um ótimo final de semana, Ju

GRAÇA disse...

Tem um desafio no meu blog para vocês
Ronrons da
Kika

Biula disse...

Oi, Ana, boa tarde!

Não conhecia esse poema do Pessoa, vou já procurar.
Só infelizmente não acredito que a compaixão esteja crescendo neste mundo, muito pelo contrário, talvez eu esteja enganada, tomara.

Esses cartões de Natal com os fofos da Toca estão lindos, dariam um belíssimo calendário pra gente apreciar todo dia.

Tenha um ótimo final de semana!
Beijo,

Rutha/Pink/Barum/Luna disse...

Lindo texto, também procuro na minha vida pensar antes no "nós", e não no "eu", afinal vivemos em sociedade e é mais importante que todos nós estejamos bem do que apenas eu ! Se todas as pessoas pensassem assim o mundo seria cheio de paz e harmonia.
Realmente falta compaixão no mundo.
A fotinha do Mingau está divina !
Bom fim de semana a toda família da Toca !
Beijos
Laís