sábado, 30 de abril de 2011

A história do Mel + receita

Amados(as) que nos acompanham, no final do ano passado contei-lhes a história do Pão de Tom, e fiquei devendo para o Mel a sua história. Entre tantas coisas que vão ocupando os nossos dias, chegou o dia de deixar aqui esse relato! Espero que viagem nesse mundo de imaginação, mas com um fundo da realidade felina. Carinhos, sempre, Toca dos Gatos ^.^

Era uma vez...
Um lindo gatinho dourado deitado sobre as nuvens de algodão, na terra onde brota o leite e o mel, quando de repente uma voz celestial o despertou de seu sono de beleza!
- Mel, chegou sua hora de ir ao planeta! Se arrume, você irá para a Toca dos Gatos, onde será muito feliz!
Pronto, o gatinho dourado se aprumou todo e ficou no aguardo da sua descida aqui no planeta.
Mas algo muito errado se sucedeu. O GPS falhou, ou alguém lá em cima não sabia mexer nos equipamentos e o enviou para lugares horríveis. Foi massacrado, foi chutado, passou muita fome, frio e a angústia dos maus-tratos.
Deveríam ser os ursos da jornada, querendo-lhe devorar, pois ele era um potinho de Mel, e essa doçura atrai certos algozes.
Mas manteve sempre na memória essas palavras celestes: "Você irá para a Toca dos Gatos!", essa frase não saía de sua mente.
E assim se passaram muitos anos de sofrimento - aproximadamente 5 anos, segundo consta a avaliação médica, até que um dia ele chegou no quarteirão da Toca dos Gatos. Foi chutado por uma "dona" - como foi depois relatado aos nossos ouvidos, e sendo escurraçado daqui e delá. Virou a quadra e se escondeu no que imaginava ser a Toca, mas não era. As pessoas de lá o desprezaram, o atacaram com vassouradas. Ele estava tão fraco, tão debilitado, que gritava. Então, chegou o momento em que pôde ver os olhos de sua mamys pela primeira vez. Ela olhou para o quintal vizinho e seus olhos se cruzaram em um olhar enternecedor, de um apelo por socorro.
A partir desse dia, mamys o servia de ração no quintal dessa casa, imaginando ser o potinho de Mel pertencente a eles, e ele sofregamente absorvia o sabor desse alimento.
A vizinha muito cruel gritara com mamys que estava cuidando do potinho pela brecha do portão.
Até que um dia, cansado de tanto sofrimento, Mel ouviu a voz da mamys e pulou de um muro de mais de 3 metros de altura, no quintal da Toca dos Gatos, e pôs-se a correr de uma peluda que o queria estraçalhar. Vindo a saber alguns dias depois que o nome dela era Lara!
Mamays correu para o quintal, o pegou e o trouxe para dentro da Toca. Daí o potinho veio a constar que haviam mais outros meninos peludos como ele nesse lar. Ficou por um mês afastado deles, olhando-se pelas telas, para proteção de todos.
É gente, essa é a minha história, pelo menos o que posso lhes contar dela...
Isso ocorreu em um sábado, há 4 anos atrás. Na segunda feira fui conhecer o tio Dudu, que cuidou de mim, pois estava muito fraco, com sarna de ouvido, intestino totalmente doente, havia um carrapato me comendo pela bochecha e minha dentição havia se perdido em 99%.
Mas enfim, pude conhecer o amor e o amparo da Toca dos Gatos. Aquela voz celeste se calou, porque agora eu ouço a voz de meu anjo protetor e meus olhos a perseguem em todos os movimentos da casa.
Ganhei família, ganhei irmãos, tenho comida e água limpa, amparo médico e todo o amor e carinho que havia sonhado ter um dia.
Essa é a minha história, a história de um menino Mel!
Minha história atravessou os limites do inimaginável, e os culinaristas me homenagearam com delícias mil, inclusive o PÃO DE MEL!
Depois que soube de tantas homenagens rendidas a mim, minha mãe diz que eu fiquei um menino muito "ABUZANTE", o que eu logo lhe retruco:
- "Eu sou é LAMBUZANTE!", he, he....


PÃO DE MEL



Ingredientes:
cobertura
700 g de chocolate meio amargo ao leite

1/2 xícara (chá) de leite morno
1/2 xícara (chá) de açúcar
3 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de mel
1 cálice de conhaque
1/2 xícara (chá) de cerveja
1 pitada de noz-moscada ralada
1 colher (sobremesa) de bicarbonato de sódio
1/2 xícara (chá) de açúcar mascavo
1 colher (chá) de canela em pó
1 colher (chá) de gengibre em pó
50 g de manteiga sem sal
1 colher (chá) de cravos-da-índia em pó

Modo de Preparo:
Bata na batedeira a manteiga, o mel, o açúcar e o açúcar mascavo. Adicione as especiarias, o bicarbonato de sódio dissolvido no leite, o conhaque, a cerveja e metade da farinha; bata rapidamente. Adicione o restante da farinha e mexa. Despeje a massa em fôrmas individuais untadas e polvilhadas com farinha de trigo e leve à geladeira por 2 horas. Em seguida, leve ao forno médio, preaquecido, por cerca de 20-25 minutos. Retire do forno e reserve. Cobertura: coloque o chocolate em uma panela e leve ao fogo, em banho-maria, mexendo até derreter. Retire e deixe esfriar.
Em seguida, banhe os pães de mel. Decore com cerejas e frutas secas ou apenas polvilhe com açúcar de confeiteiro. Se preferir, derreta o chocolate no microondas. Coloque o chocolate em um recipiente de vidro totalmente seco e leve ao forno por 40 segundos. Retire, mexa e volte ao forno por mais 20 segundos. Retire e deixe esfriar.

Fonte: Revista Água na Boca

16 comentários:

Claúdia Luz disse...

Bom dia !!

Queria entender como alguém que se considera ser humano pode maltratar um animal que não pode se defender .
Entendo um pouco a dor de mel ...quando olho para o Lindão e vejo melhorar a cada dia ... consegue comer sozinho , anda morto de fome !ah! Sua irmã quando acaba de comer cobre com um pano. Estão mais forte !!!

Um lindo final de semana !! Mil beijos !!

Luciana disse...

Puxa Mel o começo da sua história não foi muito legal não é mesmo,mas graças a Deus você encontrou esta família maravilhosa que é a Toca e com certeza a sua história sempre será de muito amor e alegrias não é mesmo?Que Deus abençoe esta família que tanto dá carinho ,amor aos seus peludinhos.

Gisa disse...

Quem diria olhando para teu Mel tão lindo tudo que ele já passou. Felizmente para essa doçura os maus tempos ficaram para trás! Beijos mil para todos vocês da Toca e um especial para o gatinho açucarado.

Natália disse...

Oi Ainha!
Uhmm que receita mais gostosa de pãosinho de mel,Mel vc é um fofo amooo,Ana passa lá no blog tem post novo bem legal!
Beijinho e um findii bem lindo

http://madamesformosa.blogspot.com/

Juliana Santeramo disse...

Oi Ana. Fico cada dia mais impressionada com a maneira q vc nos toca com suas postagens, meus olhos encheram d'aguá lendo a história do Mel, e de saber q há tanto por ai sofrendo e a gente não pode ajudar, graças a Deus ele conseguiu encontrar a família feliz dele, e nossa q história..
Deus Abençoe a todos ai da Toca
Mil beijos Ana a vc e a todos seus meninos!
Bom final de semana

Marília disse...

Amei a sua histórinha Mel! Não pude deixar de imaginar cada cena dessa sua história que foi bem tocante e emocionante e que graças à Deus acabou com um final feliz que você ainda está vivendo! Um maravilhoso e abençoado domingo para vocês todos! Beijos

Luiza Versamore disse...

Querida Ana Clara!
Que historia maravilhosa, Deus te abencoe por vc ser uma pessoa tao generosa com os bichinhos. Eu odeio o maltrato animal, infelizmente existem pessoas sem coracao que nao sabem o valor dos seres de Deus. Parabens pela sua iniciativa corajosa de adotar os bichinhos com esse amor que vc tem!
Um grande beijo e bom fim de semana!
Luiza

Efi (la gata naturalista) disse...

Mel, qué historia has vivido!
Por fín has encontrado tu destino y ya etás CUIDADO Y AMADO en la Toca.

Y qué dulce homenage para el meloso Mel que un delicioso pao da MEL.

Queridos Ana Clara e Mel, fiquei maravillada de este triste aunque con final muy feliz cuento!
Saludos muy cariñosos, a toda la Toca!

Nikita disse...

Ana Clara fiquei emocionada com a história do Mel. Quantos gatinhos e cachorrinhos vivem essa tristeza antes de serem adotados e quantos não tem a sorte de encontrar um anjo como você. Graças a Deus, o Mel conseguiu encontrar a Toca dos gatos, onde é feliz e amado.

Lindo e abençoado domingo pra vocês!

Beijos, Néia e Nikita:)

Keilla Colombo disse...

Que história linda...acabei de chegar aqui atraves de uma amiga que me indicou seu blog...eu amo gatos, tenho três, o Tom, um persa de 5 anos, o Charles um SRD de 2 anos, e a Jujuba ums SRD de 6 meses, ele são muito lindos, muito amados e muito fofos....
Amei o seu blog, e os seus gatos, eu sempre quis ter um monte, no fim do ano pretendo ter mais um, mais preciso convercer o marido primeiro...
Você é uma Mamys muito aplicada, e achoq ue é muito amad também pelos seus filhinhos...

Bjos para vc e Cheiros para os seus gatos...

Cláudia Viana disse...

não entendo mesmo porque as pessoas maltratam os animais que são seres criados por Deus e depois chamam a si mesmas de filhos de Deus,deviam pelo menos pensar um pouco, mas Ele em sua infinita misericórdia compensa com pessoas que os amam, bjs pra todos e especialmente melados para o Mel rsrs

Pepi disse...

Que linda a sua histórinha, Mel
As pessoas da Toca são mesmo muito "legaus"
Você teve muita sorte de encontrar pessoas tão carinhosas e bondosas...
Desejamos para todos da Toca um lindo final de semana e tudo de bom
Muitos ronrons do miaumigo
Xixo

Blog da Rutha disse...

Melzinho querido, que história mais tristemente emocionante ! Não dá para acreditar que um gatinho tão maravilhosamente lindo foi maltratado desse jeito !
Você deve ter encontrado o paraíso quando finalmente se juntou à Toca dos Gatos ! Fico muito feliz que você encontrou tanto amor e paz em sua vida e virou esse gatinho abuzante...
A receita parece ótima, mas são tantos ingredientes...e tantas calorias...
Ótima semana pra vocês !
Beijos
Laís

Patrícia disse...

Acho que ele é uma gostosura ainda maior do que a receita desse pão de mel delicioso!

Gata Lili disse...

Que estória linda e ainda com uma receitinha assim...estou toda mel.. lili mel... miauuu

Joart Flores disse...

Ah. meu Deus! Não tenho palavras: amo vocês do fundo do meu coração!
Mel: vc é lindo!!!!
e finalizando: meu pai é apaixonado por pão de mel!!!
Saudades de vcs.
Beijinhos, com carinho