quinta-feira, 5 de maio de 2011

Abrindo a Caixa da Toca

Amadas(os) que nos acompanham, viemos hoje visitar o amigos, dar uma bitoca beeeeeeeem apertada na bochecha peluda dos que nos acompanham também.
Logo voltaremos aos habituais posts.
Não, não estamos de pernas pro ar, vendo o tempo passar, nãããããããooo!!! Embora a foto abaixo assim o sugira. Somente os meninos da Toca estão em pleno descanso!
Agradecemos o carinho desses comentários que lemos ao chegar aqui!
A Cláudia Luz me pergunta se algum dos meus pequenos chegou inteiro!
- Sim! Graças ao bom Deus a Toca tem seus momentos inesquecíveis, onde a felicidade é latente na memória. Assim foi o dia em que, ao atender o portão, há 11 anos atrás, o tio Dudu (vet que nos acompanha já há mais de 20 anos) trazia dentro da jaqueta, somente com o rostinho pra fora, o lindo Garfield - completou 11 anos em 12/04. Ele é nascido de uma persa com vira-lata, cuja dona é a avozinha de sua esposa... e por aí vamos tendo histórias felizes... como o Alfalfa(mural da saudade) e o seu irmão Batatinha que trouxe para casa ainda bebês, de uns amigos nossos. O Mingau que me foi presente de um amigo, pois ele havia ido visitar uma conhecida que o iria criar dentro de uma gaiola - a louca - só porque ele era albino. Ele agarrou a gaiola e foi direto pra casa. Me ligou: - "Aninha!!! Tenho um presente pra você!" E no dia seguinte me chegava em casa o meu potinho de Mingau.
E por aí vão as histórias de adoções da Toca!
Quem sabe um dia eu lhes tome seu precioso tempo relatando-lhes um a um.


Mas hoje eu farei algo que nunca fiz. Vou abrir a Caixa da Toca para vocês!
Calma! Muita calma nessa hora!
Não se trata da Caixa de Pandora não!

Aqui estão guardados um acervo de mais de 15 anos atrás!

São muuuuuuitas fotos, que digitalizei e transformei em um DVD


Tem várias fitas em VHS com "n" horas de pura magia, é a Toca em Movimento!


E também ficam guardados pequenos achados, como um chumaço de pêlo do Mingau...




Algumas unhas do dedo inferior do Mingau.. ele mesmo corta quando o incomodam...




Assim que caem fios dos bigodes, eu corro a colocar junto da foto de quem o perdeu. Aqui um fio de bigode do Bulinha (mural da saudade)... vão-se os meninos, ficam as lembranças...




E por aí vamos folheando os álbuns, tem bigode do Onofre, tufo pretinho do Félix, bigode do Garfield...


Mas dentro desses pequenos frascos ficam algo que eu adoro de paixão...




Em alguns momentos da vida, eu consegui recuperar os dentinhos de leite de meus pequenos.


Conforme eles trocavam e íam perdendo pela casa, eu os guardava e colocava nos potinhos com nome. Alguns meninos nem estão mais aqui, mas enquanto eu viver, essa caixa irá me acompanhar, para lembrar que um dia eu tive os amigos mais preciosos da Terra a me acompanhar.





Fácil e Difícil


Falar é completamente fácil, quando se tem em mente, as palavras que expressem sua opinião.
Difícil é expressar por gestos e atitudes, o que realmente queremos dizer.


Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ela deseja ouvir.
Difícil é ser amigo para todas horas e dizer sempre a verdade quando for preciso.


Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre ela. Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer.


Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar. Difícil é mentir para o nosso coração.


Fácil é ver o que queremos enxergar. Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto.


Fácil é dizer "oi", ou "como vai ?". Difícil é dizer "adeus".


Fácil é ouvir a música que toca. Difícil é ouvir a sua consciência.


Fácil é perguntar o que deseja saber. Difícil é estar preparado para escutar esta resposta.


Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade. Difícil é sorrir com vontade de chorar ou vice-versa.


Fácil é beijar. Difícil é entregar a alma!


Fácil é ditar regras. Difícil é seguí-las.


Fácil é sonhar todas as noites. Difícil é lutar por um sonho.


Fácil é exibir sua vitória a todos. Difícil é assumir a sua derrota com dignidade.


Fácil é viver o presente. Difícil é se desvencilhar do passado.


Fácil é tropeçar em uma pedra. Difícil é levantar de uma queda, todo machucado.


Fácil é desfrutar a vida a cada dia. Difícil é dar o verdadeiro valor a ela.


Fácil é rezar todas as noites. Difícil é encontrar Deus nas pequenas coisas.
E "ele" está nas pequeninas coisas, por mais insignificantes que possa parecer.

(autor desconhecido por mim)

18 comentários:

PapoBacana disse...

lindo lindo..
adorei seu trabalho..

http://papiando-adoidado.blogspot.com/

Gatos da minha vida: Lola, Lilica, Smigol e Preta disse...

O meu Deus, to bobaaaa!!! Quanto carinho meninaaa....que lindaa vc!!!Amei a caixa de pandora e suas recordações....ameeeeeei, ameeeei...encontrei uma vez um dentinho de um dos meus filhos, guardei muito mal guardado e acabou indo pro lixo, nem sei de quem era...agora bigodes??? Nunca achei!rsrsrs...pelos temos de montão, se juntar vira até um almofadão!kkkk...
Ameeeeeeeeeeeeeei as fotos e os post, espero vcs por aqui mais vezes!Bjaum pra vc e pros peludinhos lindos!

Natália disse...

Oi Ana!
Que lindos as fotinhas dos bebês,que empenho para conseguir os dentinhos,o coletinho está quse pronto este mês ele vaí.
Beijos
Nati
http://madamesformosa.blogspot.com/

Mônica Bif disse...

Oi linda!!! Amei a mensagem, puxa vida tô assim muito carente dessas coisas, Rsssss, meus olhos e meus ouvidos tem estado muito seletivos ultimamente, e é muito bom encontrar coisas boas que nos deixam felizes!!!!!!!!!!!! Eitá que a galera da toca tá na maior largação, kkkkkkkkkkkkk, vida boa desses nossos bichanos não é mesmo?!!! kkkkkkkkkk. Como diz a minha mãe: O VIDÃOOO hein! kkkkkkkk. Fredizinho idem, vive de soninho, e como é o primeiro inverno da vida dele, AINDA MAIS aqui no sul, que faz um friozinho básico, kkkkk, tá todo desconcertado com a mudança de clima, só para nos acolchoados!!!! KKKKKKKKK. Bjusss pra vc e todos da Toca!

Patrícia disse...

Adorei a caixinha! Vou fazer uma pra mim também e guardar a lembrança das minhas queridas!

Claúdia Luz disse...

Boa noite !!

Adorei o post , como deve ser difícil achar os dentinhos espalhado . Os gatinhos estão bem, o macho que se levantar ... isso quer ficar de pé . Dia 11 vai fazer um mês que resgatamos. Um verdadeiro milagre! Adorei também o fácil e difícil é verdade.

Um lindo final de semana ! Mil beijos !!

Nikita disse...

Ana Clara querida, fiquei emocionada ao ver suas lembranças dentro de uma caixa tão bem organizada e caprichada. Que delicadeza a sua, guardar as lembranças de amigos mais que verdadeiros. É emocionante!

Beijos, Néia e Nikita:)

Karen disse...

Ei Aninha (posso chama-la assim...)

Adoro qdo escreve sobre seus bebes!!Tanto carinho.... lindo de viver esse amor!!

Ahhhh eu tbi var guardei varios dentinho do JOrge, hihihih. Nós, maes, somos uma coisa né...

Bjinhos

Keilla Colombo disse...

Oi flor, os meus gatos também dormem assim, eles se enrolam de cada maneira, mas agora que está frio eles dormem todos juntinhos, embaixo do meu edredon...
A minha sogra tem uma gata igual ao mingal, ele é inteirinha branca, com as patinhas cor-de-rosa e com um olho azul e outro verde, ela foi encontrada com apenas dois dias de vida em um mato, embaixo de uma carroça depois de uma noite chuvosa, tadinha, ela teve pneumonia, e minha sogra dava leite na mamadeira, o resultado disse foi uma gata linda mais muito mimada e chata, rsrsrs
Eu sempre quis ter um monte de gatos, no fim do ano passado consegui convencer meu marido e adotei a jujuba, mas já avisei que no fim desse ano, assim que nos mudarmos para nossa casinha quero mais um..rsrsr
E eu também tenho dentinhos deles guardados, mas só a presa de leite

Bjão para você e cheiro nos filhotes...

Blog da Rutha disse...

Quantas lembranças ! Aqui em casa eu tenho mais fotos de gatos do que de filhos...
Também guardo uns bigodes, mas posso deixar todos juntos porque a Rutha tem bigodes cinzas, a Pink brancos e o Barum pretos. A Luna depila...
Agora tem que passar essas fotos digitalizadas para um pen drive que o porta-retratos digital já está no correio e logo deve chegar aí.
Nunca encontrei nenhum dente dos peludos ! Só os que o Barum arrancou mesmo...
Beijos
Laís

Raisa disse...

Oi Ana td bem?eu sei bem como é esse amor..que nos temos por eles..entao achei uma casa pra gatinha..agora ela é do meu namorado..e eu a vejo todos os dias..está linda e gordinha e muito feliz..parabéns seu blogger está lindo..e beijos nos bichanos..

GRAÇA disse...

realmente és muito especial gostei de ver como guardas tudas as coisas deles para mais tarde ...é muito doro quando se perde um amigo,mas ainda gosteie mais do que escreves-te no fim,gostamos muito de ti
Agora a Kika vem fazer um convite:
Venho os convidar para entrarem no concurso que estou a promover
Bom fim de semana e ronrons e beijinhos da dona e amigas
Kika e Graça

Efi (la gata naturalista) disse...

Ana, maravillosa caja.
Hay mucho amor en todos esos recuerdos.
Yo también guardo bigotes, dientes y uñas y kilos de fotos, aunque no he tenido tanta familia!
Saludos cariñosos a toda la Toca

Marília disse...

Querida Ana, não tem como não se emocionar ao ver tanto carinho assim que você tem para com os seus queridos da Toca! É muito bonito e forte esse amor todo que você tem para com eles e eles para contigo! Sua caixa de lembranças é tão bonita e tão especial que ao ve-la é possível sentir algo bem tocante no fundo do coração, pelo menos eu senti...
Ana, minha querida amiga quero de desejar um ótimo final de semana e também desejar os parabéns pelo se dia domingo, o dia das mães dos bichinhos, que Deus te de muita saúde para que você possa continuar fazendo a diferença para essas criaturinhas lindas de Deus! Mil beijos e um grande e apertado abraço!

Gisa disse...

Obrigada por compartilhar tua caixa e lembranças conosco querida! Conta com detalhes todas as histórias da meninada da Toca para nós. Adoraremos ouvi-las! Sabes, nosso blog está se tornando um pouco a minha caixa; lá estou registrando momentos, fotos, alegrias, tristezas. Às vezes, quando quero ter certeza de alguma data ou detalhe, vou aos posts mais antigos consultar. Pena que ainda é recente, mas também tenho fotos antigas de vários amores peludos; vê-las nem sempre é FÁCIL, bate um saudade... Mas não é nem preciso vê-las para sentir saudade, não é? Mais DIFÍCIL do que sentir saudades é nunca ter tido algo que nos leve a senti-la. Amei teu post! Beijos mil

Cândida Rosa disse...

Linda a mensagem, amei o acervo de recordações!

Efi (la gata naturalista) disse...

Querida Ana, cuanto amor hay en esas cajas y cuántos recuerdos!
Yo también guardo bigotes, varios dientes de leche y uñas, pero sólo de Efi.
Esta familia es mucho más pequeña!
Saludos muy, muy cariñosos a toda la Toca y sobretodo, a esa "super mamae"! Y feliz día de las madres en Brasil.

Joart Flores disse...

Que lindeza... Quanto carinho, esmero, dedicação.
Você não existe!
Beijinhos super carinhosos
Joana